sexta-feira, 4 de julho de 2014

6 pessoas famosas que morreram, só que não! Parte V (Final) - Elvis Presley

Uma lista de “Não morreu” não ficaria completa sem o Rei do Rock, o alvo que iniciou toda essa história de morto-vivo-morto…vivo!


Versão Oficial

Na noite de 15 de agosto Elvis vai ao dentista por volta das 11:00 da noite, algo muito comum para ele. De madrugada ele volta a Graceland, joga um pouco de tênis e toca algumas canções ao piano, indo dormir por volta das 4 ou 5 da madrugada do dia 16 de agosto. Por volta das 10 horas Elvis teria se levantado para ler no banheiro. O que aconteceu desse ponto até por volta das duas horas da tarde é um mistério. O desenlace ocorreu, possivelmente, no final da manhã, no banheiro de sua suíte, na mansão Graceland, na cidade de Memphis, no Tennessee. Os fatores predisponentes sistêmicos, os hábitos cotidianos e as circunstâncias que culminaram com a morte de Elvis Presley, são dos pontos mais polêmicos e controvertidos entre seus biógrafos e fãs. Elvis só foi encontrado morto no horário das duas horas da tarde por sua namorada na época, Ginger Alden. Logo após, o seu corpo é levado ao hospital “Memorial Batista” e sua morte confirmada.

A morte de Elvis Aaron Presley no dia de 16 de agosto de 1977, causada por colapso fulminante associado à disfunção cardíaca, surpreendeu o mundo, provocando comoção como poucas vezes fora vista em nossa cultura. Os fãs se aglomeraram em maior número em frente a mansão. As linhas telefônicas de Memphis estavam tão congestionadas que a companhia telefônica pediu aos residentes para não usarem o telefone a não ser em caso de emergência. As floriculturas venderam todas as flores em estoque. O velório aconteceu no dia 17. Alguns, dos milhares de fãs, puderam ver o caixão por aproximadamente 4 horas.

Por volta das 3 da tarde do dia 18 de agosto a cerimônia para familiares e amigos foi realizada, com canções gospel sendo cantadas pelos “Stamps” (Grupo vocal gospel) e por Kathy Westmoreland (cantora), ambos fizeram parte do grupo musical de Elvis na década de 1970. Após a cerimônia todos foram levados até o cemitério em limusines, logo em seguida o corpo de Elvis é enterrado. Mas para os fãs e apreciadores de artistas que viraram ícones, a morte física de Elvis pouco importa. E para seus admiradores, enquanto houver desejo e emoção, Elvis Presley viverá.

Dois meses após a morte do Rei do Rock, seu corpo e de sua falecida mãe foram retirados da cripta do Cemitério de Forest Hill, em Memphis e levados para um túmulo novo, dentro dos limites da residência de Graceland.

Versão Alternativa

No dia 16 de agosto de 1977 morria em Graceland, na cidade de Memphis, Tennessee, Estados Unidos, o cantor e intérprete Elvis Aron Presley, considerado o “Rei do Rock’n’Roll” (inclusive a marca “King of Rock’n’Roll” é registrada e só pode ser utilizada em referência a ele). A morte se deu, segundo o atestado de óbito, por arritmia cardíaca ingestão de vários tipos medicamentos (overdose). Um gigantesco aparato se deu nas cerimônias antes, durante e após o seu enterro, comovendo todo o país. Com fãs em todo mundo, houve um grande lamento geral.

Apesar disso, há uma corrente de pessoas que acreditam que ele não morreu. O slogan “Elvis não Morreu!” é muito conhecido e bastante utilizado, tanto pelos que com sinceridade acreditam nisto, como com fins comerciais pelos detetores dos direitos sobre a imagem e a obra do artista.

Elvis parece ter sido o primeiro dos muitos que viriam que aplicaram a escapada “já estou cansado dessa porra toda”!

Elvis era refém de seu sucesso. Sua vida tinha se tornado um peso muito grande para ele, com uma sucessão de turnês, entrevistas, contratos de gravações e outros compromissos que passaram a incomodá-lo. Estes fatos foram relatados antes de sua suposta morte por muitos de seus mais próximos conviventes.

Além disso, há testemunhos de que ultimamente ele estava recebendo ameaças de morte por um grupo mafioso, por motivos não muito claros. E também, não é possível determinar se ele está morto, de fato, porque seu caixão está vedado.

São exorbitante os números dos relatos de aparições de Elvis durante algum tempo após a sua morte. Não há como provar tais aparições. Pelo menos ninguém ainda o fez. Além disso, Elvis é o artista mais imitado do mundo, o que certamente concorreria para confundir e desmascarar seu desaparecimento. O mais significante dos rumores ocorreu exatamente um dia após a sua “morte”, no dia 17/08/77, um homem idêntico à Elvis foi visto desembarcando na Base Aérea da Argentina. Segundo relatos, ele desceu rapidamente de um avião e entrou em uma Limusine que já o esperava. O homem não foi visto novamente. De fato, Elvis Presley realmente possuía uma casa na Argentina.

Outro fato interessante é que durante a posse de Barack Obama, fãs tiraram fotos de um homem que parecia Elvis bem mais velho.

A ultima aparição foi no mês de janeiro de 2012 no Brasil, no Rio de Janeiro, próximo ao cartão postal do Cristo Redentor. Um fã o reconheceu apesar da idade e os cabelos brancos, tirou algumas fotos e tentou vendê-las para uma revista importante, pedindo uma fortuna. Estas fotos, ainda não foram divulgadas, mas seria uma prova que Elvis não morreu.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...