domingo, 22 de março de 2015

Restos mortais encontrados em igreja em Madri são mesmo de Cervantes




O legista e diretor da busca dos restos mortais de Miguel de Cervantes, Francisco Etxebarria, confirmou nesta terça-feira que "é possível considerar que entre os fragmentos" encontrados na cripta da Igreja das Trinitárias, em Madri, "encontram-se alguns" pertencentes ao escritor, sem "divergências".

Segundo pesquisadores, na busca surgiram restos muito decompostos associados ao escritor de Dom Quixote, sua esposa (Catalina) e às primeiras pessoas enterradas na igreja primitiva, que estava localizada em um ponto diferente do atual.

Os corpos foram enterrados entre 1612 e 1630 na igreja primitiva das Trinitárias, localizada ao contrário do que se pensava até agora em um lugar diferente do atual. Entre 1698 e 1730, os restos mortais foram transportados da antiga igreja.

Segundo a antropóloga Almudena García Cid, existem restos mortais de no mínimo cinco crianças e dez adultos (quatro homens, duas mulheres, dois indeterminados e dois prováveis homens), o que corresponde aos 17 enterros documentados na igreja inicial.

Não foram feitos testes de DNA pois, segundo informou o legista Francisco Etxeberria, o material genético de Miguel de Cervantes só poderia ser comparado com uma irmã do pai do escritor, cujos restos mortais estão em um ossário comum de um convento de Alcalá de Henares, nos arredores de Madri.

A pesquisa custou 124 mil euros (cerca de US$ 130 mil) e foi apoiada pela prefeitura de Madri.

Fonte: Yahoo!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...