domingo, 22 de março de 2015

Aposentado pode ter encontrado tesouro que nazistas roubaram dos soviéticos há mais de 70 anos



Um pesquisador alemão aposentado afirmou saber o paradeiro do “Salão de âmbar”, a notável peça de ourivesaria que os nazistas roubaram da União Soviética há mais de 70 anos.

Essa joia preciosa, encomendada por Sofia Carlota de Hanôver, foi oferecida como presente ao czar Pedro, o Grande, da Rússia, por Frederico Guilherme I, em 1776.

Séculos depois, as tropas nazistas a roubaram em um palácio próximo a São Petersburgo e a levaram para Koenigsberg, onde desapareceu misteriosamente, sem deixar nenhum rastro. Desde então, agentes de diferentes governos e pesquisadores independentes se dedicaram à sua busca, em vão.

Agora, Karl-Heinz Kleine, um investigador de 68 anos, diz ter encontrado, na zona industrial de Ruhr, na Alemanha, o destino de “O Salão de âmbar”, que estaria enterrada em uma câmara oculta, debaixo da cidade de Wuppertal.

Kleine acredita que isso reforçaria a teoria de que foi Erich Koch, administrador-chefe dos nazistas na Prússia Oriental, quem planejou o roubo, uma vez que ele a teria enviado à sua cidade natal.

E acrescentou, com otimismo, que Wuppertal possui muitos túneis e bunkers ainda inexplorados. “Começamos a procurá-la aqui, mas o processo será caro.

Precisamos de ajudantes, equipe, dinheiro e uma nova broca hidráulica para pode completar a escavação. Tenho apenas uma pequena pensão, mas aquele que ajudar, vai receber sua parte da descoberta quando ela aparecer”. E tem muita gente disposta a colaborar com essa empreitada.

Fonte: History
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...