terça-feira, 21 de outubro de 2014

Somos todos filhos da poligamia, garantem geneticistas alemães


A monogamia, pilar fundamental da organização familiar em quase todas as sociedades, parece ser um construção sólida dos tempos mais longínquos, algo quase natural e inevitável para o ser humano.

No entanto, na história do Homo sapiens, a principal forma de relação reprodutiva foi a poligamia, pela qual cada homem fecundava inúmeras mulheres. Isso é o que mostra o trabalho recente de um grupo de geneticistas do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva, na Alemanha.

Segundo o artigo publicado pela revista Investigative Genetics, a pesquisa contou com o material genético de 623 homens de 51 etnias.

Graças à análise das substituições de nucleotídeos acumulados no cromossomo Y e no DNA mitocondrial, os geneticistas puderam observar que, desde 50 mil anos atrás (depois da emigração do Homo sapiens da África), o tamanho efetivo da população de mulheres sempre foi maior que o de homens em todas as regiões, à exceção da Ásia Oriental. Isso significa que sempre houve mais mulheres envolvidas na reprodução, deixando descendentes e transmitindo seus genes.

Daí, concluímos que, devido ao nascimento de uma quantidade similar de pessoas de ambos os sexos, os Homo sapiens sempre foram polígamos, ou seja, alguns homens fecundavam duas ou mais mulheres, enquanto outros não fecundavam nenhuma.

Fonte: History
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...