terça-feira, 10 de setembro de 2013

Arqueólogos definem época em que os primeiros faraós surgiram no Egito

Pela primeira vez, cientistas e arqueólogos ingleses conseguiram estabelecer uma robusta cronologia dos primeiros soberanos egípcios, apontando o momento crucial na História em que o Egito emergiu como um Estado único.

A descoberta foi publicada nesta quarta-feira (4) no periódico da Sociedade Real Britânica de Física e Matemática, a Proceedings A.

Especialistas discutem há décadas quando o Alto e o Baixo Egito se unificaram sob uma única liderança, surgindo como uma civilização estável e duradoura.

Estimativas anteriores se baseavam, principalmente, na evolução dos estilos das cerâmicas encontradas em sítios funerários humanos. Por isso, elas apontavam que poderia ter ocorrido entre 4500 a.C e 2800 a.C., sem definir um período.

Mas uma equipe liderada por Michael Dee, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, ampliou os métodos usados para estimar as datas mais precisas e e descobriu que a unificação aconteceu muito mais rápido.

"As origens do Egito começaram um milênio antes da construção das pirâmides, e é por isso que nosso entendimento de como e por que este Estado poderoso se desenvolveu se baseava unicamente em evidências arqueológicas", explicou.

"Este novo estudo fornece nova datação por radiocarbono que restaura a cronologia dos primeiros soberanos dinásticos e sugere que o Egito se formou muito mais rapidamente do que se pensava anteriormente."

Eles construíram um modelo matemático que combinou novas medições de radiocarbono em mais de cem amostras de cabelo, ossos e plantas - escavadas nas tumbas dos primeiros faraós que estavam em coleções de museus - a outras evidências arqueológicas já estabelecidas.

O modelo matemático identificou que a ascensão do rei Aha, o primeiro dos oito soberanos dinásticos do Egito Antigo, ocorreu entre 3111 a.C. e 3045 a.C., e que cada reinado durou aproximadamente 32 anos - as duas estimativas tem 68% de probabilidade, ressalta o artigo.

Os primeiros faraós comandaram um território que se espalhou por uma área parecida ao Egito atual, com fronteiras com Aswan ao Sul, o Mar Mediterrâneo ao Norte e a atual Faixa de Gaza a Leste. Depois de Aha, o Egito foi governado por Djer, Djet, Merneith, Den, Anedjib, Semerkhet e Qa'a, respectivamente.

Os especialistas também indicam que o período pré-dinástico, momento em que as pessoas começaram a se assentar permanentemente às margens do rio Nilo e desenvolveram a agricultura, foi menor: ela ocorreu entre 3800 a.C. e 3700 a.C., e não em 4000 a.C. como pensavam até então. Isso significa, também, que o período neolítico que o precedeu durou mais tempo e terminou mais tarde.



Fonte: UOL
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...