domingo, 19 de julho de 2015

Presas do maior dinossauro carnívoro do Japão são descobertas em Nagasaki


Paleontólogos japoneses encontraram em Nagasaki, no sul do Japão, duas presas fossilizadas pertencentes ao maior dinossauro carnívoro já descoberto no país asiático, anunciou nesta terça-feira (14) o Museu de Dinossauros de Fukui, no leste do país.

Os fósseis se encontravam em uma camada de terra de aproximadamente 81 milhões de anos, por isso sua datação corresponde ao período Cretáceo Superior, o último no qual viveram a maioria dos grupos de dinossauros.

Acredita-se que as duas presas pertenciam a um dinossauro de aproximadamente dez metros de comprimento, e se trata da primeira descoberta no Japão de um exemplar da família dos tiranossaurídeos (Tyrannosauridae).

As presas foram encontradas em 2014 em uma área de Nagasaki onde também foram encontrados antes outros fósseis, que ainda precisam ser identificados, por isso os especialistas consideram que a área "foi habitat de várias espécies de dinossauros", revelou o responsável pela descoberta, Kazunori Miyata, em entrevista à agência local "Kyodo".

As presas fossilizadas, de cerca de 8 centímetros de comprimento e quase 3 centímetros de espessura, faziam parte da mandíbula inferior do dinossauro, e serão exibidas no Museu de Dinossauros de Fukui a partir de sexta-feira.

Os especialistas consideram que a descoberta permitirá refinar a classificação das espécies de dinossauros que existiram na Ásia e a estimativa de seus tamanhos, em um continente onde foram poucas as descobertas de fósseis pertencentes a grandes carnívoros do Cretáceo.

Os tiranossaurídeos existiram nos continentes americano e asiático entre 83 e 66 milhões de anos atrás e suas diferentes subespécies podiam atingir de cinco a até dez metros de comprimento.

Fonte: UOL
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...