quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Egito: escultura 'incomum' de 2.300 anos é descoberta


Escultura mural foi descoberta em uma pedreira ao norte de Assuan.

Arqueólogos suecos descobriram no Egito uma escultura mural pouco comum de mais de 2.300 anos representando o deus sol Amon-Rá e o deus escriba Tot, informou o ministério das Antiguidades.

"As esculturas que associam as duas divindades, o deus Amon-Rá e o deus Tot, são pouco comuns", indicou à Ali al Asfar, funcionário do departamento encarregado do Alto Egito.

Segundo ele, a escultura pertence ao período situado entre 1085 e 335 antes de nossa era.

A escultura mural foi descoberta em uma pedreira ao norte de Assuan, de onde se originaram as pedras para a construção dos mais importantes templos do Antigo Egito, em particular o complexo de Karnak e o templo de Luxor", afirmou o ministro de Antiguidades, Mamduh al Damaty em um comunicado.

A equipe de arqueólogos da Universidade de Lund também descobriu uma escultura mural que representa a saída de dois obeliscos da pedreira e que pode ser da época da rainha Hatshepsut, da dinastia XVIII (1508-1458 antes de nossa era), já que existe uma cena similar nas paredes do templo da rainha, perto de Luxor.

Igualmente foram descobertas na pedreira as casas dos operários da época faraônica esculpidas na pedra.

Fonte: Terra
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...