segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Impressionantes pegadas milenares são descobertas na Dinamarca


Quando uma dupla de pescadores estava nas águas geladas do sul do mar Báltico, há cerca de 5 mil anos, eles, provavelmente, não imaginavam que o fundo do mar estava “gravando” todos os movimentos dos seus pés.

Suas impressionantes pegadas foram descobertas, recentemente, por arqueólogos na ilha de Lolland, na Dinamarca. Lá também foram encontradas gravuras ao lado de uma espécie de barreira de pesca, ferramenta datada em torno do ano 3.000 a.C.

As pegadas, da Idade da Pedra, foram, provavelmente, formadas em algum momento entre 5000 a.C. e 2.000 a.C., acreditam os pesquisadores.

Segundo envolvidos na descoberta, naquela época, o nível da água do mar Báltico estava subindo devido ao derretimento das geleiras no norte da Europa. Também nessa época, as pessoas utilizavam as enseadas desta região para pesca.

As pegadas, bem como vários outros vestígios na área, foram preservadas ao longo deste tempo todo por conta das tempestades.

Como os pescadores precisavam fazer um grande esforço por causa do mau tempo para passar com seu equipamento, seus pés afundavam no chão e acabaram cobertos pela areia do fundo do mar. As pegadas encontradas apresentam finas camadas de lama e areia, perfeitamente posicionados um sobre o outro.

Os arqueólogos disseram que as marcas devem ter sido feitas por duas pessoas diferentes, uma vez que um conjunto de marcas é significativamente menor do que o outro. Moldes destas pegadas serão feitos com o objetivo de preservar o achado.

Além das pegadas, a equipe descobriu vários crânios de animais domésticos e selvagens. Os pesquisadores disseram que os crânios seriam, provavelmente, parte de oferendas de agricultores locais, que habitavam a região em torno de 4.000 a.C.

Fonte: History
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...