domingo, 15 de dezembro de 2013

Nosso futuro fora da Terra! Cientistas dão os primeiros passos para explorar a Lua

Apesar de o homem ter pisado na Lua pela primeira vez há mais de quatro décadas, nosso satélite natural ainda segue no centro de importantes pesquisas científicas. Prova disso é que três potências mundiais - China, Japão e Estados Unidos - anunciaram importantes projetos envolvendo a Lua.

Na última semana, a China lançou com sucesso sua primeira sonda lunar, chamada Chang e-3. Caso tudo corra como o planejado, ela levará até a Lua um robô de exploração de última tecnologia, chamado Yutu, palavra chinesa que significa coelho de jade.

O Yutu é capaz de alcançar uma velocidade de deslocamento de até 200 metros por hora e está equipado com quatro câmeras e dois braços preparados para coletar mostras do solo. Esta missão também vai instalar o primeiro telescópio na Lua, que servirá para a observação da plasmasfera (ou ionosfera) e a análise de radar da superfície do nosso satélite.

Enquanto isso, no Japão, uma empresa do país anunciou o plano de instalar, no ano de 2035, uma usina de energia solar na Lua.

A ideia, batizada de Luna Ring, tem como meta encontrar uma solução para a crise energética e minimizar as mudanças climáticas da Terra com a instalação de painéis solares de 400 quilômetros de largura por 11 mil quilômetros de cumprimento em torno da circunferência da Lua.

Estes painéis gerariam energia livre de carbono, que chegaria à Terra em forma de micro-ondas, para depois serem convertidas em eletricidade.

A Nasa, por sua vez, anunciou sua intenção de desenvolver hortas na Lua, em um primeiro passo para a instalação de futuras colônias humanas. Trata-se de um experimento que será realizado em 2015 e consiste em fazer germinar sementes de manjericão, nabo e algumas ervas.

As sementes selecionadas para a expedição serão alojadas em um micro-habitat de um quilo, que viajará em uma nave comercial. Depois, um dispositivo vai regar as sementes sobre um papel filtro, assim como a clássica tarefa escolar para germinação, porém as sementes estarão sozinhas e na Lua.

O experimento será supervisionado por um grupo de especialistas que irá observar se as sementes brotarão na radiação da Lua, se elas podem se reproduzir e, finalmente, se as plantas irão sofrer mudanças genéticas por conta dos efeitos da radiação.


Fonte: The History Channel
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...