quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Aeronáutica recolhe objeto achado em floresta no interior do Acre



Pela primeira vez a equipe é acionada para recolher um lixo espacial no AC. Aeronáutica suspeita que objeto seja tanque de satélite.

Homens da Aeronáutica resgataram na terça-feira (12) o objeto não identificado encontrado há um mês por moradores do Seringal Porto Rico, localizado a 12 km de Xapuri (AC), no interior do Acre. A suspeita é de que o material esférico, feito de titânio, que pesa 14kg, seja o tanque de propulsão de um satélite.

"A gente acredita que seja um tanque de combustível que propulsiona o satélite para fora da órbita. Quando ele alcança a órbita, se desprende e fica girando em torno da Terra até entrar novamente na atmosfera", afirma o subcomandante da Aeronáutica, Carlos Eduardo.

Foi preciso caminhar por mais de 40 minutos na mata fechada para localizar o objeto. A Aeronáutica contou com a ajuda de José Ferreira de Souza, um dos membros da comunidade que encontrou o suposto tanque por acaso em meio à floresta. "Vínhamos em quatro quando topamos com o objeto. Nós achávamos que era de avião, de qualquer coisa, porque por terra não tinha vindo. Sabíamos que vinha de cima mesmo", comenta José.

O objeto foi levado para a sede da Força Aérea no Acre, de onde será encaminhado para o comando geral e, em seguida, para o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE), em São José dos Campos (SP). "Somente no centro de pesquisas eles vão ter uma precisão maior do que seria esse objeto", ressalta o subcomandante.

Lixo espacial

Ainda segundo Eduardo, é a primeira vez que a equipe é acionada para recolher um lixo espacial encontrado no Acre. Mas especialistas das Nações Unidas (ONU) e da agência espacial americana, Nasa, já alertaram sobre os riscos que trazem o lixo espacial, tanto para Terra, quanto para a vida dos astronautas.

São carcaças de foguetes, satélites abandonados e, inclusive, lixo procedente de mísseis orbitando ao redor da Terra em grande velocidade de cerca de sete quilômetros por segundo. A agência espacial americana e a Agência Espacial Europeia (ESA) registraram mais de 23.000 dejetos de mais de 10 cm, em sua maioria, em órbitas baixas (abaixo de 2.000 km). Os restos de lixo entre 1 e 10 cm chegam a centenas de milhares.

Entenda o caso

No dia 14 de julho, um morador estava em meio à floresta e se deparou com um objeto não identificado em formato esférico no Seringal Porto Rico, comunidade localizada a 12 km de Xapuri (AC), no interior do estado. Assustado, o dono da propriedade onde o objeto foi encontrado pediu ajuda à prefeitura da cidade. Membros da comunidade afirmaram que há aproximadamente três meses ouviram uma explosão muito forte.

Fonte: G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...