segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Caça ilegal matou mais de mil rinocerontes na África do Sul em 2013


Mais de mil rinocerontes foram mortos em 2013 por caçadores ilegais na África do Sul, vítimas do tráfico de pó de chifre, um número 50% superior ao de 2012, anunciou o governo sul-africano nesta sexta-feira.

"O número total de rinocerontes caçados ilegalmente na África do Sul durante o ano de 2013 aumentou para 1.004", informou o ministério sul-africano de Meio Ambiente. Essa cifra era de 333 em 2010, de 448 em 2011 e de 668 em 2012, acrescentou o ministério.

A maioria desses animais foi caçada no famoso Parque Nacional Kruger, no nordeste do país, apesar da ajuda do Exército aos guardas florestais para enfrentar os caçadores ilegais que utilizam táticas paramilitares. Um avião não tripulado ('drone') também foi mobilizado.

A África do Sul abriga 80% da população mundial de rinocerontes e de 8.500 a 9.500 vivem neste parque nacional.

O número de suspeitos detidos por envolvimento com a caça ilegal aumentou no ano passado.

Transformado em pó, os chifres de rinocerontes são depois vendidos ilegalmente em países asiáticos, para uso na medicina tradicional.

Com frequência, os caçadores ilegais anestesiam esses animais e cortam seus chifres com machados. Os animais acordam depois, agonizantes, e morrem em questão de dias por causa dos ferimentos.

Paralelamente aos esforços da repressão, a África do Sul faz campanha para restaurar o comércio legal de chifres e analisa o desenvolvimento de criações comerciais de rinocerontes.

Fonte:Terra
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...