quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Arqueólogos tchecos descobrem tumba de mais de 4 mil anos no Egito

Uma equipe de arqueólogos tchecos descobriu na jazida de Abu Sir, situada na província egípcia de Guizano, a tumba de um médico real com data da V dinastia do Império Antigo (2.500-2.350 a.C.), informaram nesta terça-feira as autoridades do país.

A tumba pertence ao chefe dos médicos reais Shabskaf Ang, que certamente gozou de uma posição privilegiada, informou o Ministério de Estado de Antiguidades do Egito em comunicado.

Trata-se da terceira tumba de um médico encontrada na jazida de Abu Sir, destacou o ministro de Antiguidades Mohammed Ibrahim, que ressaltou que o mesmo deve ter tido fortes laços com o faraó.

A tumba descoberta possui uma altura de quatro metros, sendo que seus muros são de pedra caliça.

No local, os arqueólogos acharam uma porta com inscrições onde se menciona a profissão do médico e os sobrenomes que recebeu como "sacerdote do deus Ra", o que, segundo a nota, revela a posição social e profissional de seu dono.

O chefe da missão tcheca, Miroslav Barta, explicou que, além de médicos, sacerdotes e operários que trabalharam na construção das pirâmides de Giza também estão enterrados na região de Abu Sir.



Fonte: Terra
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...