domingo, 13 de março de 2016

Cientistas querem clonar leões da caverna, extintos há 12 mil anos


Uma equipe de cientistas da Coreia do Sul tenta clonar leões das cavernas extintos há 12 mil anos.

A clonagem seria a partir de dois filhotes que estão perfeitamente preservados. O par foi descoberto na Sibéria, a mais de mil quilômetros da cidade de Yakutsk. O experimento é encabeçado pelo controverso especialista em clonagem Hwang Woo-Suk, o mesmo que está tentado trazer os mamutes novamente "à vida".

Em relação aos filhotes de leão da caverna, os pequenos predadores já receberam até nomes, Uyan e Dina. Ambos foram qualificados como "descobertas sensacionais".

Hwang visitou recentemente o centro de pesquisa em Yakutsk para coletar amostras de pele e tecido muscular de um dos leões das cavernas. Contudo, ele se envolveu numa disputa bizarra com cientistas siberianos pois ele teria ficado "infeliz" com o tamanho das amostras que recebeu para realizar os seus experimentos.

"Isso não vai funcionar com estes pequenos gatinhos. Você tem que entender, a amostra do filhote de leão é muito pequena, por isso não conseguimos o tanto quanto gostaríamos", lamentou o pesquisador sul-coreano.

Enquanto isso, um dos filhotes é mantido em um freezer russo à espera de avanços científicos na clonagem.

Os leões das cavernas viveram na Europa e na Ásia, da Grã-Bretanha ao extremo leste da Rússia e também no Alasca e norte do Canadá ocidental.

A pesquisa sobre os dois filhotes poderia ajudar a explicar por que a espécies desapareceu há, aproximadamente, 10 mil anos. Sua extinção é um enigma, já que o animal possuía poucos predadores.

Fonte: History
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...