domingo, 15 de junho de 2014

Clube de Bilderberg pode estar por trás da renúncia do Rei da Espanha


Vazamentos de informações e algumas coincidências levaram especialistas a advertir que a renúncia do rei Juan Carlos I foi uma das consequências das decisões tomadas em Copenhague, na reunião de Bilderberg 2014. O Clube de Bilderberg é um evento que reúne os principais líderes políticos, financeiros, religiosos e militares do planeta para criar uma agenda e estratégias em comum com o futuro da Nova Ordem Mundial. O conteúdo dessas reuniões é tratado com o mais absoluto sigilo.

O rei abdicou na última segunda-feira, em pronunciamento em cadeia nacional. Ele estava no trono desde o final de 1975, contudo seu reinado era alvo de acusações de corrupção que afetaram gravemente a imagen da Coroa. O príncipe Felipe, de 46 anos, é o seu sucessor.

A decisão da Coroa espanhola de se deu um dia após a reunião, que desta vez contou com líderes da OTAN, do Fundo Monetário Internacional, dos governos da Grã-Bretanha e França e de empresas multinacionais, como o Deustche Bank, Google, PayPal e Shell. A eles se juntaram a rainha Sofia e membros das famílias reais da Holanda e Bélgica. Um dos temas desse encontro era justamente a renovação das principais monarquias europeias, processo que resultou na notícia da renúncia de Juan Carlos I.

Assim, o grupo fechado e secreto continua gerando suspeitas que dão lugar a teorias conspirativas de todo o tipo, desde as mais verossímeis até as mais disparatadas, todas tentando mostrar os movimentos e o grau de influência do grupo no mundo real. A pergunta que fica é: se em poucos dias de debate o Clube de Bilderberg consegue derrubar um Rei, após quatro décadas de mandato, o que não poderiam fazer com os demais países do mundo?

Fonte: Seu History
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...