segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Peças de ouro e joias do Império Bizantino são achadas em Jerusalém

Arqueólogos descobriram itens na Cidade Velha, perto do Monte do Templo. Objetos teriam sido abandonados durante a conquista persa, em 614 d.C.

Arqueólogos israelenses descobriram na Cidade Velha de Jerusalém 36 peças de ouro, um medalhão dourado com um candelabro judaico entalhado e várias joias em ouro e prata que datam da época do Império Bizantino, anunciou na segunda-feira (9) a Universidade Hebraica.

A diretora das escavações, Eilat Mazar, citada em um comunicado, mencionou "uma descoberta impressionante, que só acontece uma vez na vida". O material foi descoberto a 50 metros do muro sul da Esplanada das Mesquitas, chamada por muitos judeus de Monte do Templo e venerada como local sagrado dos antigos reis Salomão e Herodes, citados na Bíblia.

Segundo Eilat, as escavações nessa área possibilitaram a descoberta de vários objetos da época do Templo de Salomão, destruído pelos babilônios no ano 586 a.C., segundo a tradição judaica. Mas, de acordo com a cientista, achados que datam do século 4 d.C. são completamente inesperados.

"A explicação mais provável é que (...) o local onde se escondeu o tesouro teria como objetivo destacar onde devia ser construída uma nova sinagoga, em um local próximo ao Monte do Templo", informou Mazar no comunicado.

"O que é certo é que o objetivo (...) foi um fracasso. O tesouro foi abandonado e seu proprietário nunca conseguiu recuperá-lo", acrescentou.

Levando em conta a época e a forma como os objetos foram encontrados, Eilat considera que eles foram "abandonados no contexto da conquista persa de Jerusalém em 614", destacou o comunicado.

"Após a conquista de Jerusalém pelos persas, muitos judeus voltaram à cidade com a esperança de encontrar liberdade política e religiosa, e eles eram a maioria da população. Mas os persas, com a decadência do poder, em vez de se aliar aos judeus, procuraram o apoio dos cristãos e autorizaram-nos a tirar os judeus de Jerusalém", informou o texto.


Fonte: G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...