segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Monstro do lago Champlain: Ele antecedeu a Nessie na mídia


Lendas de uma criatura que vive no Lago Champlain, datam de antigas tribos nativas americanas, moradoras da região. Tanto os Iroquois quanto os Abenakis falavam de tal criatura. Os Abenakis se referiam ao monstro como “Tatoskok”.

Samuel de Champlain, o fundador do Québec e homônimo do lago, é reivindicado ser o primeiro europeu a ter avistado o Champ (Apelido dado a criatura). No entanto, esta lenda remonta a uma citação falsa publicada no verão de 1970 no jornal Vermont Life.

No artigo, Champlain é dito ter documentado sobre “…uma serpente de 20 pés com a espessura de um barril, e uma cabeça como a de um cavalo.” Esta citação tem sido muitas vezes repetida, mas é de fato falsa.

O que Champlain realmente documentou em seu diário foi sobre um peixe grande. Ele descreveu o peixe como tendo focinho e uma “dupla fileira de dentes muito afiados e perigosos”. Para o pesquisador paranormal, Joe Nickell, esta descrição provavelmente se refere, a um peixe-agulha.

O primeiro avistamento relatado pela mídia veio em 1883, quando o Xerife Nathan H. Mooney alegou que tinha visto uma “gigantesca serpente… a cerca de 50 jardas de distância, de onde ele estava na costa. Ele alegou que estava tão perto que podia ver “manchas brancas redondas dentro de sua boca” e que “a criatura parecia ter cerca de 25 a 30 pés de comprimento”. O avistamento de Mooney encorajou muitas testemunhas oculares a contarem suas historias sobre o monstro.

Fotografia Mansi: A polêmica


Em 1977, Sandra Mansi tirou uma fotografia enquanto estava em férias com sua família, a imagem parece mostrar algo saindo fora da agua, e ao que parece, poderia ser a mítica criatura das lendas. No entanto toda a baía do lago, onde supostamente a fotografia foi tirada, não é mais profunda do que 4,3 m.

De acordo com Joe Nickell, há poucas explicações de como uma criatura gigante poderia nadar, e muito menos se ocultar, em águas tão rasas.

Além disso, tem sido sugerido, que o objeto na fotografia, poderia ser um tronco de árvore subindo. “As árvores Rotting costumam reunir gás no processo de decomposição, e às vezes sobem para a superfície da água a uma velocidade considerável”.

Champ: Suposto video da criatura


O mistério sobre Champ permaneceria dormente ate que um vídeo filmado por dois pescadores, Dick Affolter e seu enteado Pete Bodette, no verão de 2005, viesse a publico.

Um exame atento das imagens pode ser interpretado como sendo visto, uma cabeça e o pescoço de um Plesiossauro, e até mesmo da para ver a boca aberta em um quadro e fechada em outro.

Embora dois analistas de imagens forenses, aposentados do FBI, que revisaram a fita, afirmarem que parece autêntica e não manipulada, um deles acrescentou que: “não a nenhum lugar ali onde ele possa realmente ver um animal ou qualquer outro objeto na superfície”. Pode-se traduzir o que ele disse como “essa filmagem não prova e nem nega nada”.

Uma possível explicação

Um Tanystropheus? Esta hipótese foi proposta pelo pesquisador Dennis Hall, que afirma ter visto Champ umas 20 vezes. De acordo com Hall, em 1976, seu pai pegou um réptil de aparência estranha na margem do Lago Champlain.

Ele, então, levou-o para cientistas analisarem, que concluíram que o animal era diferente de quaisquer espécies conhecidas de répteis vivos. Infelizmente, porém, este espécime foi perdido.

Dennis Hall então viu uma foto de um Tanystropheus, e concluiu que era o candidato mais provável para ser o Champ. No entanto, existem muitos problemas com esta hipótese, isso ocorre porque o Tanystropheus era uma espécie muito especializada de réptil aquático, (entenda por especial como sendo uma lagartixa gigante que caçava embaixo d’agua) no Período Triássico (240 milhões de anos atrás).

Isto torna muito improvável que ele poderia ter sobrevivido todo o caminho até a era atual e ainda habitar no Lago Champlain.

Fonte: Wace
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...