sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Fóssil de tartaruga com 125 mi de anos é achado em Alagoas


Criatura de 20 centímetros de comprimento foi batizada de "Atolchelys lepida".

Um fóssil de uma tartaruga que viveu há cerca de 125 milhões de anos foi encontrado em uma pedreira de São Miguel dos Campos, em Alagoas, a cerca de 60 quilômetros de Maceió. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a publicação, a criatura foi batizada de "Atolchelys lepida" por seus descobridores e seria o mais antigo membro das chamadas Pleurodira, um dos dois grupos nos quais se dividem as tartarugas atuais. Além disso, o animal seria, na realidade, um cágado, ou seja, uma tartaruga de água doce.

O fóssil foi descoberto pela pesquisadora Valéria Gallo, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e o trabalho de descrição da espécie foi coordenado por Pedro Romano, zoólogo e paleontólogo da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais.

Medindo cerca de 20 centímetros de comprimento, o animal provavelmente vivia em um lago. O fóssil reúne preservados o crânio, a mandíbula e o plastrão - nome dado à parte de baixo da carapaça das tartarugas.

Fonte: Terra
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...