sábado, 8 de fevereiro de 2014

5 incêndios supostamente provocados por fantasmas


Quando ouvimos histórias de espíritos malignos que assombram os vivos, os contos geralmente incluem detalhes como barulhos estranhos vindos de determinados ambientes, cheiros sinistros que surgem do nada, coisas que se movem sozinhas e aparições horripilantes que assustam as pessoas.

No entanto, de acordo com o site ListVerse, parece que também existem almas penadas um tanto quanto... piromaníacas vagando por aí, que teriam inclusive sido responsáveis por provocar incêndios bem reais. Conheça a história de cinco deles a seguir:

1 – O caso Sasha K.

Em 1987, os habitantes do vilarejo de Yenakievo, na Ucrânia, começaram a ficar medo de um garoto identificado apenas como Sasha K. depois que alguns incidentes passaram a acontecer toda vez que o menino estava por perto.

Entre os episódios, testemunhas descreveram a explosão de lâmpadas e até um refrigerador que teria virado de cabeça para baixo sozinho, além da ocorrência de diversos incêndios espontâneos.

Após o pai de Sasha sofrer um colapso nervoso — certamente motivado pelo medo —, os vizinhos aterrorizados contataram as autoridades, e o menino foi levado a Moscou para ser examinado.

Dr. Adriankin, o médico responsável pelo caso, conseguiu chegar a duas possíveis explicações: ou o menino estava possuído por um espírito que emitia a energia que provocava os incidentes ou um “poltergeist” era o autor dos episódios.

2 – O Hotel Willow

Construído durante a época da corrida pelo ouro em Jamestown, na Califórnia, o Hotel Willow existe desde meados do século 19 e tem fama de ser assombrado por um espírito maligno que seria o responsável por provocar um total de cinco incêndios no local.

O mais notável deles ocorreu em 1985, quando o misterioso acidente não só atingiu o hotel, como destruiu algumas lojas vizinhas também.

Alguns investigadores espirituais — e até mesmo testemunhas que teriam avistado a assombração — dizem que se trata do fantasma de um mineiro zangado que morreu quando uma mina que se encontra sob o hotel desabou.

Outra teoria é a de que a alma piromaníaca pertenceria a uma das vítimas que faleceram em 1896, quando vários edifícios ocupados foram dinamitados para salvar o Willow durante um incêndio que atingiu a área.

3 – Caledonia Mills

Os incidentes em Caledonia Mills ocorreram em 1922, e além de envolverem fenômenos paranormais, incluíram uma série de incêndios inexplicáveis na fazenda da família McDonald.

Segundo os relatos, os eventos costumavam ocorrer quando a filha adotiva dos fazendeiros — uma moça deficiente de 16 anos com capacidade mental de uma criança de 4 —, Mary Ellen, estava presente.

Os episódios foram investigados por especialistas na época, que encontraram animais trancados no celeiro presos pelas caudas trançadas juntas e um grande número de incêndios de origem desconhecida por toda a fazenda. Além disso, testemunhas afirmavam sentir tapas proferidos por um agressor invisível.

Os investigadores acreditavam que a filha dos fazendeiros era quem fazia essas coisas, enquanto estava possuída por uma “inteligência desencarnada”.

4 – A Fazenda Willey

Em 1948, a Fazenda Willey foi alvo de centenas de incêndios que ocorreram no decorrer de duas semanas e que destruíram não só a casa principal, como dois celeiros e outras estruturas.

Os eventos inexplicáveis tiveram início depois de que manchas marrons começaram a aparecer nos papéis de parede da casa. A família que morava no local apagou mais de 200 incêndios que aconteceram pelo imóvel.

O local não tinha eletricidade, portanto, a causa dos incêndios não podia ser relacionada com problemas na fiação ou curtos-circuitos.

Por sorte, a família decidiu ocupar uma barraca na noite anterior à casa ser totalmente destruída, e os bombeiros não conseguiram encontrar uma explicação para o ocorrido. Já a Força Aérea dos EUA atribuiu os incidentes à ação de ondas de rádio, radioatividade, gás natural e até energia nuclear.

5 – O caso da família Hitchings

O caso acima ocorreu em Londres no ano de 1954 e consistiu em uma série de eventos sem explicação que aterrorizaram a família Hitchings, como a presença dos típicos ruídos estranhos e mãos fantasmagóricas que puxavam suas roupas, além de pequenos incêndios. Contudo, os ataques pareciam estar focados em Shirley, a filha do casal.

Em uma ocasião, a cama da moça começou a pegar fogo; em outra, peças de roupa da jovem foram jogadas sobre um fogão desligado por uma força invisível e arderam em chamas.

Segundo os relatos, o responsável pelos ataques era um espírito chamado Donald, que inclusive seguia Shirley até o trabalho e aterrorizava seus colegas. A atividade só foi interrompida depois da intervenção de um especialista nesse tipo de caso.

Fonte: Megacurioso
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...