quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Os 10 equívocos mais comuns sobre os Neandertais

1 – Os neandertais não podiam falar, eles se comunicavam apenas por grunhidos

Por um longo tempo acreditou-se que os neandertais não podiam falar como os humanos e que a anatomia das suas gargantas lhes restringia a capacidade de comunicação verbal. Porém, em 1983, cientistas descobriram um osso hioide neandertal em uma caverna de Israel (o osso hioide é parte do mecanismo vocal ), idêntico ao dos humanos modernos. Isto significa que a capacidade de fala deles, pelo menos fisicamente, era idêntica à nossa. Não há razão para acreditar que eles não tenham desenvolvido uma forma básica de linguagem falada.



2 – O homem moderno é descendente dos neandertais

De fato, nossa espécie e a dos neandertais, chegaram a viver na mesma época, entretanto, como dois grupos separados. Estudos recentes, descobriram que o DNA dos neandertais seguiu uma linha evolutiva distinta, linha que chegou a um beco sem saída quando todos eles morreram há cerca de 30 mil anos. A extinção dos neandertais foi provavelmente causada por taxas de natalidade ligeiramente mais baixas do que as nossas, associadas a uma taxa de mortalidade maior e ao clima cada vez mais instável daquele tempo.


3 – O homem de Neandertal era coberto de pelos, semelhante aos chimpanzés

Não há absolutamente nenhuma razão para acreditarmos que os neandertais tenham sido mais peludos do que qualquer homem moderno. Simulações de computador, mostraram que o excesso de pelos neles teria causado uma produção de suor em demasia; esse suor, devido aos rigores do frio, congelaria, levando-os potencialmente para a morte.


4 – Os neandertais usavam apenas porretes como armas

Na verdade, os neandertais utilizavam muitas ferramentas e armas bem desenvolvidas, tais como: lanças para matar mamutes e utensílios de pedra e madeira. Eles usavam ferramentas da cultura musteriana, para criar objetos bem elaborados feitos de pedras. Também há evidências de que eles eram peritos no uso da madeira, contudo, dada à fragilidade desse material, esses objetos não foram preservados.


5 – Os neandertais tinham os joelhos dobrados e andavam como os chimpanzés

Este é um daqueles infelizes casos nos quais uma descoberta leva à conclusões equivocadas: no início do século XX, foi encontrado o esqueleto de um neandertal, cujos joelhos estavam dobrados, o fato de origem à crença popular de que todos os neandertais eram assim. Mais tarde, verificou-se que o esqueleto era de um indivíduo que sofria de artrite. Na verdade, os neandertais andavam eretos, assim como os seres humanos modernos. Quanto a altura: eles eram, em média, de 12 a 14 centímetros menores do que nós.


6 – Os neandertais eram extremamente selvagens

Há centenas de indícios que provam que os neandertais cuidavam dos doentes e dos idosos em suas comunidades. Existe evidência fóssil de ferimentos potencialmente fatais que foram curados, indicando que o neandertal que sofrera tais lesões, fora medicado e cuidado por membros de seu grupo. Há também provas, via instrumentos musicais fossilizados, de que os neandertais gostavam de música. Eles inclusive, tocavam vários instrumentos musicais. Abaixo, você pode ouvir o som de uma tuba neandertal.



7 – Os neandertais tinham uma única etnia

Nós usamos um único termo para descrever todos os neandertais, então, tendemos a pensar neles como um grupo de indivíduos que compartilhavam traços e características idênticas, mas, o mais provável, é que existiram diferentes etnias neandertais, assim como há nos seres humanos. Um estudo recente concluiu que provavelmente havia três grupos raciais no seio da família neandertal. As conclusões deste estudo são consistentes com outras pesquisas paleo-antropológicas existentes, mostrando que os neandertais podem ser divididos em pelo menos três grupos: um na Europa Ocidental, um segundo na zona sul da Europa e um terceiro na Ásia ocidental, conforme mostra o mapa abaixo.



8 – Os neandertais viviam em cavernas

Tudo bem – essa afirmação é parcialmente correta - alguns neandertais viveram em cavernas, daí o nosso termo: "homem das cavernas", mas muitos deles moravam em cabanas construídas no estilo tenda. Elas eram erguidas com galhos e ossos de mamute e cobertas com peles de animais. Essas cabanas eram usadas ​​por muitos anos, então, eles as construíam cuidadosamente: primeiro era cavado um buraco profundo, depois, um poste de madeira era fixado no centro desse buraco e, em seguida, fios feitos a partir de vísceras de animais eram amarrados do topo desse mastro até a borda do buraco. Para finalizar, peles de animais eram colocadas e costuradas firmemente sobre essa estrutura. Enormes rochas eram postas ao redor da borda, para ajudar a manter a cabana em pé, diante das intempéries.


9 – Os neandertais tinham o rosto semelhante aos dos macacos

Centenas de reconstruções faciais mal feitas, criadas geralmente a partir de esqueletos de neandertais com artrite, conduziram ao equívoco de que eles tinham o rosto de aspecto simiesco. Em 1983, Jay Matternes, um artista forense que fez inúmeros trabalhos para investigações de homicídios, realizou uma reconstrução em um espécime neandertal muito melhor do que já tinha sido visto antes. O resultado está na imagem abaixo. Ela mostra claramente que o neandertais se pareciam virtualmente com nós. Se você visse o homem abaixo em um terno andando na rua, nunca iria dizer: Olha, lá vai um neandertal! O mesmo se pode dizer para as outras imagens de neandertais inseridas nesta lista.


10 - Há perguntas sobre os atributos físicos dos neandertais que nunca saberemos responder

Desde 2009, o genoma neandertal está todo mapeado. A implicação mais importante disso é que agora se torna tecnicamente possível clonar um neandertal, trazê-lo de volta à vida, por assim dizer. O custo estimado atual de se fazer isso é de 30 milhões de dólares. Até agora, não apareceu ninguém disposto a colocar dinheiro nessa experiência. Além disso, as questões éticas que sempre são levantadas quando se fala sobre clonagem, também dificultam o projeto. Apesar das dificuldades, talvez, no futuro, a ciência faça ressurgir um homem de Neandertal diante de nós. Até lá, espero que essa postagem tenha ajudado a dar uma visão mais humana sobre essas pessoas que um dia, no passado longínquo, compartilharam o planeta com a raça humana.

Fonte: Férias do Clark
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...