terça-feira, 20 de agosto de 2013

A suposta base lunar encontrada em foto da Apollo 11

Uma foto encontrada no arquivo online da missão Apolo 11 revela o que parece ser uma base no lado oculto da Lua. O objeto parece estar na superfície lunar e está bem iluminado. Ele é simétrico com uma longa coluna horizontal com três edificações circulares, duas grandes e uma pequena. As edificações parecem ser áreas de habitação, com corredores as conectando. O objeto foi recentemente descoberto e anunciado pelo site UFO Sightings Daily.

A foto, intitulada AS11-41-6155, pode ser importante, já que inúmeras pessoas, inclusive funcionários da própria NASA, alegam que aquela agência regularmente edita ou destrói fotos com evidências de vida extraterrestre e estruturas artificiais. Essa foto não parece ter sido editada digitalmente, ou alterada, e pode ser uma evidência visual de vida alienígena no lado oculto da Lua, já que em 1969 seria nossa primeira missão até lá.

Como mencionado anteriormente, muitas pessoas têm se manifestado com alegações de que a NASA, bem como agências governamentais afiliadas, seguem a política de destruição e alteração de fotos que revelam estruturas artificiais na Lua e em outros corpos celestes. Karl Wolf, por exemplo, alega ter testemunhado a NASA, a NSA e a Força Aérea dos EUA cooperando para remover estruturas das imagens adquiridas pelos projetos Apolo e por satélites, quando são detectadas. O Washington Times reportou o seguinte sobre o testemunho de Wolf:

Karl Wolf, um sargento da Força Aérea, que foi designado para trabalhar na Agência de Segurança Nacional, disse que estruturas misteriosas foram descobertas no lado oculto da Lua quando os Estados Unidos estava mapeando sua superfície antes da alunissagem de 1969. Aquelas fotos foram removidas dos registros públicos.

O Dr. Ken Johston, que foi um gerente do Departamento de Controle de Fotos e Dados da NASA, também alega ter visto fotos da Lua mostrando estruturas artificiais foi comandado a destruir as fotos. Ele recusou e foi demitido pela NASA.

Se a edição e modificação de imagens da superfície da Lua, adquiridas por satélites e pelos projetos Apolo, for uma política regularmente implementada por várias agências do governo dos EUA e da NASA, como Wolf e Johnston alegam, então a imagem AS11-41-6155 pode ter permanecido inalterada por ter escapado a detecção. A foto original é muito grande (40 MB) e se faz necessário prestar muita atenção para descobrir este objeto anômalo.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...