sábado, 21 de novembro de 2015

O maior enigma da aviação argentina completa 50 anos


“O avião dos cadetes”, um Douglas DC-4, da Força Aérea Argentina, desapareceu repentinamente de todos os radares em 3 de novembro de 1965. Havia 68 pessoas a bordo. Até hoje sua busca continua.

Há 50 anos, o avião da Força Aérea Argentina registro TC-48 estava sobrevoando a região da Costa Rica quando desapareceu repentinamente de todos os radares. Ele estava fazendo uma viagem de treinamento para uma equipe de 54 paraquedistas.

Naquele dia, a aeronave decolou de uma base americana, no Panamá, e estava rumo a El Salvador, cumprindo uma das etapas da viagem, que cobria a rota da província argentina de Mendoza até a Califórnia, nos EUA. E o TC-48 estava acompanhado de outro avião de treinamento, que decolou do mesmo local, com apenas 5 minutos de diferença – porém, este foi o único a chegar ao seu destino.

Minutos antes de desaparecer, o controle aéreo do aeroporto de Tegucigalpa, em Honduras, e um avião comercial receberam o alerta emitido pelo TC-48. Após uma busca que envolveu 23 expedições à floresta e mais de 50 voos entre pequenos aviões e helicópteros, o governo deu a procura por encerrada em dezembro de 1967.

Lembrado como “o avião dos cadetes”, o caso do desaparecimento misterioso do Douglas DC-4 representa, hoje, o maior enigma da história da aeronavegação argentina. Cinquenta anos após o episódio fatídico, um comando especial da Força Aérea Argentina entrará novamente na floresta para tentar encontrar algum indício, contando, desta vez, com o apoio da NASA.

Fonte: History
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...