quinta-feira, 29 de maio de 2014

"Cemitério dos dinossauros" encontrado na Argentina


Na província argentina de Chubut foram encontrados restos petrificados de sete dinossauros. Os cientistas tiveram pela primeira vez à sua disposição não somente fragmentos isolados mas ossos inteiros do tronco, rabo e pescoço e cerca de 60 dentes.

Anteriormente neste mesmo local tinham sido encontrados os ossos de um dinossauro que foi, na opinião dos cientistas, o maior ser vivo que jamais habitou a Terra. A julgar pelo fêmur, o comprimento do seu corpo chegava a 40 metros, e estatura, a 20. O seu peso era à volta de 77 toneladas, o que corresponde aproximadamente à massa de 14 elefantes africanos. Os cientistas reputam que se trata de uma espécie nova de titanossauro, isto é, dinossauro herbívoro enorme que vivia no alto período cretáceo.

No domingo os cientistas informaram que nesta mesma região tinham sido descobertos mais de 200 ossos petrificados que pertenciam no mínimo a sete dinossauros. Estes restos foram encontrados numa granja, situada a 260 quilômetros da cidade de Trello.

Na opinião dos cientistas, há milhões de anos toda esta região estava coberta com árvores de cerca de 15 metros de altura que serviam na qualidade de alimento dos dinossauros. A mídia local já batizou este local de “cemitério dos dinossauros”. Supõem-se que por uma certa razão os animais antigos vinham propositadamente a este local para morrer.

“Até o presente momento esta descoberta dos restos dos dinossauros gigantes é a mais completa, este é um evento importantíssimo na ciência”, declarou o paleontólogo José Luis Carballido. Revelou que até agora os cientistas tinham obtido acesso apenas a uma quinta parte de todos os restos dos dinossauros que se encontram nesta região. Portanto, o estudo da maior parte dos restos ainda está pela frente.

Fonte: Voz da Rússia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...